Rubens Jr qualifica debate sobre Saneamento Básico em São Luís

O deputado federal licenciado e pré-candidato a prefeito de São Luís, Rubens Jr. (PCdoB), movimentou a sua audiência em suas redes sociais, na noite desta terça-feira (30). Em mais uma edição do movimento Diálogos por São Luís, que em sua plenária temática contemplou o debate sobre Saneamento Básico da capital, contou com um bate-papo em alto nível com especialistas da área e propostas para sanar os problemas existentes.

A conversa com o assunto de extrema importância para a capital maranhense, evidencia o quanto os antigos e conhecidos os problemas de saneamento básico refletem a desigualdade territorial na cidade e agravam a situação de emergência sanitária em virtude da pandemia da Covid-19 em São Luís.

O tema abordado é atual, e está em no âmbito nacional após a aprovação do Marco Legal de Saneamento Básico pelo Senado. Rubens salienta que esse projeto, de alguma forma que o saneamento básico deve ser colocado como prioridade para a melhoria da qualidade de vida da população.

Apesar dos avanços da coleta seletiva em São Luís, visto os Ecopontos instalados pela atual gestão da prefeitura municipal, muito se precisa melhorar, segundo o deputado federal licenciado. Alguns pontos que foram apresentados como ações que visam essas melhorias foram traçados e mostram que Rubens Jr tem um olhar atento a questão.

“Precisamos de um Plano Municipal de Saneamento Básico. Temos que elaborar e executar uma política municipal de saneamento, principalmente após a aprovação do Marco, com o objetivo específico para a São Luís, de acordo com as nossas características regionais”, explica.

Outro ponto importante citado, é a universalização do dos serviços de saneamento básico, que como alerta o pré-candidato, contribui para melhoria da saúde, bem estar social e des economico do municipio.

Como parte do plano de governo, foi discutido ainda a ampliação dos serviços de Coleta Seletiva discutindo a situação e dando apoio aos catadores e cooperados da coleta seletiva, que gera empregos e renda, e até mesmo a questão da drenagem urbana a cobertura do sistema de microdrenagem para 60% utilizando um sistema de espaços livres que permitam drenar o reter a água. São exemplos que mostram a preocupação do ex-Secretário das Cidades em discutir e propor novas ideias para antigos problemas.

O pré-candidato do partido do governador Flávio Dino é enfático quanto a implementação dos projetos. “Não é hora necessariamente de brigas com o governo do estado, não é hora de perseguição, não é hora de picuinhas eleitorais. É hora de botar o interesse da cidade em primeiro lugar, e isso certamente nós faremos!”