Rubens Jr manifesta preocupação com conflito fundiário em Buriti/MA

Na última segunda-feira (13), a Justiça do Maranhão, por meio da Vara de Interesses Difusos e Coletivos, suspendeu licenciamentos ambientais concedidos pela Secretaria de Meio Ambiente do Maranhão, sem consulta prévia às comunidades tradicionais que vivem próximas ao município de Buriti. A decisão foi tomada em razão do grave conflito fundiário envolvendo empresários.

“O medo assola os moradores de Buriti, que temem conflitos e mortes. A comunidade vive com sentimento de opressão pelas empresas interessadas na exploração das imediações do Rio Preto”, afirmou o deputado Rubens Jr.

Segundo Vanusa Flora, liderança de Buriti, nos últimos dias, homens armados invadiram o território da comunidade Carranca. “Eles tentam amedrontar as famílias camponesas de suas terras, sufocando os trabalhadores para que tenham medo e abandonem a área. Esta não é a primeira invasão promovida por sojicultores”, disse.

Além de ameaças ao trabalhador idoso Vicente de Paula e sua esposa, outro episódio envolveu aviões que jogaram veneno e agrotóxicos próximo às casas, gerando alergia e outros problemas de saúde nas crianças e nos moradores.

A comunidade quer a presença da Justiça na região e leis para zerar o desmatamento, que atinge mais de 30% da floresta. “É necessário que as autoridades acompanhem de perto a situação”, comentou Vanusa.

Deixe uma resposta