Discurso de 20/10/2021 – Relatório Final CPI da Covid

Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, nos termos do Regimento Interno, e dada a impossibilidade de leitura em plenário, solicito a V.Exa. que seja dado como lido, para efeito de registro nos Anais desta Casa,  este discurso de minha autoria.

A CPI da Pandemia de Covid-19 encerrou hoje, 20 de outubro, com apresentação do relatório final, com 1180 páginas. Para se ter ideia, o arquivo tem 9 terabytes. É enorme! Esse relatório resume as atividades da comissão e imputa diversos crimes ao governo Bolsonaro, aos filhos do presidente e aliados políticos. Bolsonaro também foi indiciado pelo genocídio de indígenas, organização criminosa e crime contra a humanidade, podendo ser julgado no Tribunal Penal Internacional em Haia. Jair segue firme sendo uma vergonha mundial que suja o nome do Brasil.

Segundo o relatório da CPI, Bolsonaro cometeu os seguintes crimes: tentativa de homicídio; perigo para a vida ou saúde de outrem; epidemia; infração de medida sanitária preventiva; omissão de notificação de doença; charlatanismo; incitação ao crime; falsificação de documento particular; falsidade ideológica; uso de documento falso; emprego irregular de verbas ou rendas públicas; corrupção passiva; prevaricação; advocacia administrativa; usurpação de função pública; corrupção ativa; fraude em licitação ou contrato; e fraude processual. São muitos, mas se espremer tem mais.

A Pandemia de Covid-19 completa dois anos e já levou mais de 600 mil pessoas à morte. Há um ano, meu pai amanhecia entubado. Foi um momento difícil, mas Deus o concedeu livramento. Glorifico o Senhor  pela graça alcançada. E me solidarizo com aqueles que enfrentam perdas na família. Eu também peguei Covid e fiquei muitos dias afastado da campanha para a Prefeitura de São Luís, convalescendo e orando a Deus. Tudo isso me deixou mais forte. E quero lutar, ainda mais, por aqueles que não sofrem sem acesso à saúde.

Eu me vacinei com as duas doses, que poderiam ter sido aplicadas no início da pandemia. Mas o presidente negligenciou a compra das vacinas, promoveu equivocadamente a imunidade de rebanho, divulgou fakes news, considerou informações de gabinete paralelo, recomendou remédios sem comprovação científica (como cloroquina e ivermectina) e fez agonizar milhões de brasileiros sem leitos, sem oxigênio, sem vacinas, sem saúde, sem um minuto de paz. E agora Bolsonaro não tem saída. Ele tem que pagar por essa conduta errada e criminosa que colocou o País em desgraça. Ele não tem Deus no coração!

Um verdadeiro líder promove cuidados efetivos. No Maranhão, o governador Flávio Dino se revelou exemplo desse cuidado com as pessoas. O meu Estado é referência no enfrentamento à pandemia e foi o primeiro a imunizar pessoas com mais de 30 anos, sem comorbidade. Ainda estamos trabalhando para alcançar toda população e Flávio não mede esforços quando o assunto é estender a mão a quem mais precisa.

A negligência no enfrentamento à pandemia e o caos sanitário e na saúde foram conduzidos por um presidente que vive no cercadinho, escutando seletivamente o que convém. Quantos fatos não teríamos tido noção, não fossem os trabalhos da CPI da Covid? Portanto, Jair precisa sair da presidência. É urgente!

Era o que tinha a dizer.

Leia o discurso no site da Câmara dos Deputados.

Deixe uma resposta