Deputado Rubens Pereira Jr

Deputados repercutem escândalo da Petrobras

A notícia sobre o vazamento de informações do depoimento do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, com referências a um suposto esquema de pagamento de propinas a autoridades como ministros, governadores e parlamentares, repercutiu na manhã desta terça-feira (9), no Plenário da Assembleia Legislativa.
O primeiro a abordar o assunto na tribuna foi o deputado Othelino Neto (PCdoB), que considerou uma vergonha para o Maranhão o fato de haver uma citação envolvendo a governadora Roseana Sarney e o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão.
“Para a surpresa do Brasil, para a surpresa de todos, o senhor Paulo Roberto Costa, ex-funcionário graduado da Petrobras, em delação premiada, resolveu entregar quem participava dos esquemas envolvendo recursos da Petrobras. E quem lá estava? Quando se fala em um escândalo nacional, em um grande escândalo envolvendo o desvio de recursos públicos, não podia ser diferente, lá está o Maranhão, lá está a governadora do Estado do Maranhão, que novamente se disse indignada e novamente não explicou nada sobre esta denúncia”, afirmou Othelino Neto.
Ele lembrou na tribuna que, desde 29 de agosto, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, está depondo à Polícia Federal (PF) em regime de delação premiada, espécie de acordo para tentar obter redução de pena. O ex-diretor foi preso na operação Lava Jato, da PF, acusado de ter recebido propina em um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. A suspeita é de que o crime envolva R$ 10 bilhões.
O deputado Bira do Pindaré (PSB), em seu discurso, fez um apelo para que o Ministério Público Federal e a Justiça Federal revelem à opinião pública tudo o que foi apurado nas investigações até agora.
“Nós temos que ter fontes oficiais que falem a verdade para o povo, que digam ao povo o que realmente aconteceu em relação à Petrobras. Infelizmente, há nomes maranhenses que figuram na política estadual, como a governadora do Estado e o ministro Edison Lobão. Então, é preciso que se investigue. Evidente que ninguém vai condenar ninguém sem que haja o devido processo legal, mas é preciso que a verdade seja contada, porque evidentemente que onde há fumaça e há fogo, e essa história está com o cheiro muito ruim de corrupção”, declarou Bira do Pindaré na tribuna.
O líder da Oposição, deputado Rubens Pereira Júnior (PCdoB), também fez um apelo por esclarecimento das denúncias: “O escândalo do doleiro Alberto Youssef até hoje não foi esclarecido por parte do governo nem da governadora Roseana Sarney. E o que foi que aconteceu? O doleiro Alberto Youssef foi pego com malas e malas pretas cheias de dinheiro entregando para servidores do Poder Executivo em troca de favorecimento no pagamento do acordo extrajudicial com a Constran, dívida reconhecida, ainda reconhecida no governo Lobão. E o governo Roseana Sarney simplesmente ignora solenemente, este acordo”, assinalou o líder oposicionista.
No mesmo tom, cobrando esclarecimento da denúncia, o deputado Marcelo Tavares (PSB) defendeu a imediata demissão do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão: “Para que a presidente Dilma tenha alguma chance nesta eleição, ela tem que demitir imediatamente o ministro Lobão. Imediatamente! Não há outro caminho, até porque não vi na reação do ministro Lobão aquela indignação dos inocentes. Agora, em relação à governadora Roseana, eu lamento, eu lamento como maranhense que o governo dela tenha terminado nas páginas policiais”, frisou Marcelo Tavares.
DELAÇÃO PREMIADA
Ao rebater o discurso dos parlamentares oposicionistas, os deputados Magno Bacelar (PV) e Carlos Alberto Milhomem (PSD) disseram que acham natural que surjam manchetes na imprensa nacional tentando desqualificar lideranças políticas dos grandes partidos.
“É natural que essas manchetes aconteçam exatamente neste momento. Principalmente alguém querendo se dar bem, orientado por advogados que são pesos de ouro no caso de uma delação premiada. Já fizeram isso aqui no Maranhão, naquele momento que a Roseana Sarney estava disparada nas pesquisas para presidente da República com 26% dos votos. Armaram. Mas não deu absolutamente em nada”, afirmou Magno Bacelar.
O deputado Carlos Alberto Milhomem disse que lamenta que a oposição está tentando se valer de reportagens da mídia nacional para jogar lama em cima de pessoas “que até agora foram inatacadas, como o eminente ministro, senador, governador, deputado federal Edison Lobão. O que se pega e não se apresenta? É que houve um delator. Mas nem esta delação se apresenta para se comprovar que as palavras são verdadeiras. O homem que, encarcerado há quase seis meses, desesperado, vendo o seu nome na lama, seus filhos, seus familiares todos e seus amigos a cobrarem e a sofrerem, resolve jogar uma cartada, vou jogar lama no ventilador para ver se através disso eu me salvo. É simplesmente isto que está acontecendo”, afirmou Milhomem.

Deixe uma resposta

Siga no Instagram @dep_rubensjr

Deputado Rubens Pereira Jr

GABINETE PARLAMENTAR - DF

Praça dos Três Poderes - Câmara dos Deputados Gabinete: 574 - Anexo III CEP: 70160-900 - Brasilia - DF

(61) 3215-5574 | 3215-2574

dep.rubenspereirajunior@camara.leg.br

©2017 - Todos os direitos reservados ao Dep. Rubens Pereira Jr Desenvolvido por i9bem

%d blogueiros gostam disto: